Dofus Brasil
Advertisement

Predefinição:Resourcebox2 A Era dos Dragões - Fragmentos Encontrados III é um documento.

Obtendo[]

Comprado de
  • Virgil Onamaz, vendedor de pergaminhos em (5, -20)
  • Dick Kerboo Brandtawa em (24, -34) por 50 Kamas.

Conteúdo[]

A era dos Dragões – Fragmentos Encontrados III autor Acidrik Fenlapanse

Os três dragões de Osamodas sopraram a magica no Mundo. O dragão negro inspirará a magica sombria, e o dragão branco a luminosa. Tres dragões negros e tres dragões broncos foram criados e encarnaram no Mundo. Eles são os fundadores de todos os outros dragões de Amakna.

Com relação ao dragão multicolorido, ele fica encarregado de conceder os poderes magicos do ar, da terra, da agua e do fogo. São criados seis dragões elementais. Eles irão dar a luz aos Dofus – no idioma dos dragões , essa palavra significa ovos de dragão.

Mundo dos Dez… Ele agora precisa de uma mágica digna do seu nome. Ouronigride o negro e Helioboros o branco enxeram seus pulmões e seu cantico rouco repentinamente ressoou. Tingido com fogo negro e fogo branco, ele rolou sobre o mundo como um trovão. Seus sopros arrastaram consigo almas antigas e grandiosas daqueles tres dragões broncos e três dragões negros. Eles desceram sobre o mundo parecendo como seis plumas brilhantes esfumaçadas. Eles formaram um anel etereo no ar, que desmoronou imediatamente. Quando eles alcançaram o apice mais alto do Mundo, cada alma partiu em direções diferentes, deixando para traz uma trilha estridente na forma de uma estrela de seis pontas.

Uma das almas se imergiu nos primeiros raios da luz da manhã, os mais puros do dia. Ela se tornou opalescente e estremeceu: a alma do dragão já tinha deixado sua camada celestial enquanto descia para o mundo material. Ele agora abandona sua segunda pele, folheada com luz estelar. Ele se sacodiu para fazer os ultimos pedaços de éter desaparecer. Pela nona vez em sua existencia celestial, Dardondakal, que mais tarde seria chamado de O Sábio, está encarnado! Ele concede as bençãos de Helioboros, o lorde de sua raça. As outras duas almas brancas tambem mudaram. Eles se lançaram deslizando sobre as terras, tomando um trago de ar aqui e ali. Eles voaram sobre o mar, com a espuma jorrando sobre suas peles que logo ficariam cobertas por escamas. Esses dragões ficarão famosos e conhecidos sob os nomes de Croulakrakoss e Gresgaoulian. O Mundo dos Dez, de agora em diante, conta com tres dragões brancos.

Uma parte de noite para mim. Uma parte das profundezas dos subterraneos para você. Uma parte dos Abismos fica para voce… \'. O gigante sombrio uiva: uma escuridão densa gotejou de sua boca apenas recem formada. Sua carne está endurecendo lentamente e ele estica os musculos de suas costas para rasgar em pedaços a membrana viscosa o recobrindo – os restos de sua existencia divina, que estava atrapalhando seus movimentos. As almas dos outros dois dragões concordaram com a partilha feita por aquele que mais tarde seria chamado de Grougalorasalar o Fuliginoso.

Um deles uivou e se atirou nas profundezas da terra. O outro que era esperado que afundasse nas aguas sombrias, desobedeceu. Ele planou avidamente sobre a superficie das terras, aguas… e ele começou a procura pela unica coisa que o atraiu aqui. Acontece que, esta alma de dragão, acima de tudo, está faminta. Ela sonha em se alimentar das almas vivas de um daqueles seres…

Dragões brancos e negros estão encarnados. Enquanto Ouronigride e Heliobouros estavam cantando, Spiritia se uniu a eles, apontando sua boca em direção ao mundo, soprando cor sobre ele.

Ele começa a vibrar e agua, fogo, terra e ar não são mais nem negros nem brancos. Eles estão todos mudando para outra cor. Agua se torna azul, extamente o mesmo azul de seu guardião, Aguabrial; fogo é um vermelho ardent a imagem de Ignemikahl, o dragão escarlate; a terra se encobre no verde como Terrakourial de escamas Esmeralda e o ar se torna tão trasparente quanto o corpo cristalino de Aerafal.

Cada um desses quarto jovens, porem poderosos dragões, é o guardião de um elemento. A noite os quarto dragões elementais, o branco e o negro retornaram para seus proprios refugios. E na manhã seguinte, cada um deles estava sentado sobre um ovo.

Advertisement