Wikia Dofus
Advertisement
Resumo da Missão
Iniciando Fale com Meriana em [-6,-3]
Nível necessário 120
Pré-requisitos Extintor de Incêndio
Nível da missão 140
Recompensas XP baseada no nível, 53,712 Kamas, 1 Caveira
Itens necessários 5 Pedra de Topázio, 1 Tecido de Kaniglu, 15 Osso de Sramurai, 1 Orelha de Pingwin-Fu, 1 Calcanhar de aquiles do Arvorador Sombrio
Sequência A Bruxa Má do Leste
Repetitiva Não
Dofus Dofus Turquesa missão 3 de 10
Dofus Turquesa

Parece o Sul é uma missão.


Pegando a missão[]

Fale com Meriana em [-6,-3] em Pântanos Nauseabundos ao final da missão Extintor de Incêndio.
Diálogo
  • Mostrar a lágrima ardente de Aguabrial.

Você conseguiu! Agora você tem uma arma capaz de libertar Furya da ira de Bolgrot. Seu corpo não parece ter sofrido com o combate... Parece que a sombra astral foi útil, certo?

  • Perguntar se ela encontrou um jeito de invocar o espírito de Furya.

Acho que descobri um jeito... Usar um antigo pacto feito por minha filha há muito tempo, quando ela ainda era uma das Quatro.

  • Perguntar sobre as Quatro.

Quatro feiticeiras foram as Guardiãs de Amakna por quase trezentos anos... Eu era a Guardião do Sul, e Furya protegia o oeste Mama Ayuto cuidava do norte... E Badmorva, do leste.

  • Continuar ouvindo.

Fizemos um juramento sagrado entre nós e selamos nossa promessa com as marcas de feiticeira. No entanto, nossa devoção ao país de Amakna tomou uma forma diferente. Cada uma de nós selou o pacto de proteção colocando uma parte de nossos poderes em um totem que, então, foi enterrado bem profundamente. Se conseguirmos encontrar esses totens, teremos poderes suficientes para invocar o espírito de Furya.

  • Continuar ouvindo.

Cada um desses totens foi enterrado em um ponto cardeal mágico e invisível. Há um totem no sul, outro no norte, e mais dois, um no leste e outro no oeste. Para desenterrá-los, será necessária uma pá encantada que somente os maiores caçadores de tesouros do mundo sabem fabricar. Você também precisará de todas as marcas das feiticeiras para conter os feitiços de proteção que envolvem os totens. Contudo, a tarefa mais difícil de todas será encontrar os totens... Você precisará das benção de alguns deuses.

  • Levantar as sobrancelhas.

O Deus Pytch me deve um favor, então será fácil conseguir o consentimento dele... já Viti, Thomaton e Foluk vão querer algo em troca. E, então? Pronto para lançar-se nessa aventura?

  • Responder que você está pronto.

Vamos começar pela pá encantada. O clã do terra Cogita seria o mais propenso a fabricar uma ferramenta como essa. Ouvi dizer que um dos melhores ferreiros da família se chama Ayro e mora em Bonta. Encontre-o e convença-o a ajudar você. Essa bolsa deve ajudar você a convencê-lo...

  • Ir para Bonta.
Você vai receber 1 Bolsa cheia.

Etapa 1: Parece o sul[]

Você terá que recuperar alguns totens mágicos para obrigar o espírito de Furya a se manifestar. O primeiro desses totens está enterrado em algum lugar ao sul de Amakna... Para desenterrá-lo, você precisará de uma pá encantada. Lá vai você atrás do Ayro, um membro do clã Terra, especialista na fabricação desse tipo de ferramenta.
Ele fica dentro da Taberna do Feubuk em [-35,-56].
  • Fale com: Aryo [-35,-56]
Compre 1 Cerveja do Feubuk com o taberneiro para poder falar com o Aryo. Iniciará uma batalha contra 2 Sombra vingativa após o diálogo. Outros jogadores podem participar da batalha mas não podem atualizar a missão ao mesmo tempo.
Diálogo

Beber um copo ou mais de vez em quando é bom, mas beber dez copos em sequência é muito mais agradável.

  • Oferecer-se para pagar uma cerveja para ele.

Eu não tenho ideia de quem você é, mas acho que nós vamos nos dar bem, você e eu, hehehe!

  • Colocar uma cerveja do Feubuk na frente dele.

Obrigado, camarada! Saúde! *sluuurps* Uhh... Estou vendo dobrado ou há realmente sombras vindo em nossa direção? *se esconde debaixo da mesa*

  • Defender-se do ataque.
  • Fale com: Aryo [-35,-56]
Diálogo
  • Perguntar se ele está ferido.

Não, tudo bem, estou inteiro... Nunca vi criaturas como essas antes. Me deram até frio na espinha! Parece que estavam atrás de você... O que trouxe você a Bonta, além da cerveja do Feubuk?

  • Dizer que você precisa dele para criar um pá encantada.

Se precisa de uma pá, está falando com a pessoa certa. O que você quer desenterrar? Algum tesouro? Um cadáver? Um machado de guerra?

  • Responder que você planeja desenterrar alguns totens mágicos.

Oh... Como quando o tio Cogita, que encontrou totens de Maimane? Para uma expedição como essa, você vai precisar de um pá digna do nome, não uma ferramenta de jardim comum. Nem preciso dizer que uma pá como essa não será de graça... Você tem a grana necessária para esse tipo de item?

  • Mostrar a ele a bolsa cheia.

Vejo que você tem alguns argumentos convincentes... Acho que consigo os materiais necessários para forjar essa pá, mas a magia para encantar a lâmina vai exigir um pouco de material exótico que simplesmente não se encontra em um ateliê. Se você quer o melhor, deve me trazer o que preciso.

  • Anunciar que está pronto para ir atrás dos componentes necessários.

Um aventureiro disposto a se esforçar um pouco para conseguir o que quer... É assim que eu gosto de ver! Preciso de algumas pedras de topázio, ossos de Sramurai e alguns recursos que são um pouco mais difíceis de conseguir. Espero que você não tenha medo de climas inóspitos. Quando tiver tudo, encontre-me na forja de Bonta.

  • Partir em busca dos componentes.
Quando entregar os ingredientes ao Aryo, iniciará uma batalha 2 Sombra vingativa e 1 Sombra alada ao final do diálogo.
Diálogo

Depois que eu suar bastante martelando na antiga bigorna, irei para a taverna tomar uma cerveja.

  • Entregar os ingredientes.

Obrigado, camarada! Você trouxe de volta tudo o que eu pedi? Não está faltando nada?

  • Responder que você reuniu todos os componentes.

Certo, agora só resta recitar a fórmula do encantamento. Afaste-se, vai ficar quente aqui!

  • Recuar enquanto Aryo queima os ingredientes na forja.

*recita palavras incompreensíveis com uma voz gutural*

  • Observar que as chamas estão mudando de cor.

*mergulha a lâmina da pá no fogo*Pela vontade dos Terras, que a magia e o metal sejam unidos! nenhum tesouro, não importa quão profundo esteja enterrado, escapará daquele que empunhar esta ferramenta divina! *murmura algumas orações Enutrof*
Que belo trabalho! *mergulha a lâmina em uma banheiro de água fria* Aposto que você nunca segurou uma pá como esta antes. *entrega a você o fruto do trabalho dele*

  • Pegar a pá encantada.

É uma tristeza ter de deixá-la partir... É realmente uma obra-prima! Basta olhar para a borda afiada, o brilho, a precisão...
*olha sobre o seu ombro* Oh oh. *fica pálida* Eu tenho que ir agora, eles estão esperando por mim na taverna. *corre para a saída depois de pegar a bolsa cheia*

  • Enfrentar o que assustou o Aryo
Você vai perder 1 Bolsa cheia.
Você vai receber 1 Pá do clã Terra.
  • Fale com: Pupulga [-30,-56]
Diálogo

*pula e acena para segui-la*

  • Seguir a pulga.
  • Siga a Pupulga [-31,-56]
  • Continue seguindo a Pupulga [-32,-59]
  • Siga a Pupulga mais um pouco [-35,-61]
  • Fale com: Joris Jurgen [-35,-61]
Diálogo

Uma sombra paira sobre você, (seu nome)... e está colocando sua missão em risco.

  • Cumprimentar Joris.

Você atraiu a atenção do mestre dos Obscuratis. Eu posso libertá-lo da influência dele... e essas sombras vingativas deixarão de perseguir você. Você poderá então seguir seu caminho sem temer um ataque a qualquer momento.

  • Perguntar o que ele quer em troca de sua ajuda.

Nada. Não sou um mercenário nem um charlatão, não vendo meus serviços. Mostre-me o véu astral que o Mago Ax fabricou para você.

  • Expressar surpresa por ele saber da existência do véu.

*parece sorrir debaixo de seu capuz* Gosto de me manter informado. *toca levemente, com a ponta dos dedos, o véu que você estende a ele* O fogo negro consumirá a marca de Sombra e, assim, as criaturas da escuridão não conseguirão mais seguir seus rastros.

  • Agradecer a ajuda.

Eu sei que você embarcou em uma missão longa e perigosa e acredito em suas chances de sucesso. Claro, não há garantia de que você fará as escolhas certas... mas tenho fé em sua julgamento.

  • Despedir-se e ir embora.
Diálogo
  • Mostrar a pá encantada.

Agora você está pronto para desenterrar os totens das Quatro. Para ir atrás do que eu criei, você precisará da bênção de Pytch, o Merida do sul. Ou seja, você terá de encontrar o altar desse deus menor.

  • Perguntar onde você deveria começar a procurar.

Bom, no sul, oras... Pytch deve lhe dar a bênção bem mais rápido quando souber que você foi enviado por mim. Não se esqueça de levar minha marca de feiticeira. Você será reduzido a cinzas se tentar tocar o totem sem ela.

  • Levar a marca e partir em direção ao sul.
Você vai receber 1 Marca da Meriana.
  • Encontre o altar do sul
Fale com o Discípula de Pytch em [1,34].
Diálogo

Oh Pytch, deus do sul, ouça minhas preces... Livre-me dos intrusos que têm a audácia de interromper a minha meditação diária...

  • Pedir desculpas pelo incômodo.

Eu estou bem acordada, então não há necessidade de se desculpar. Você veio de longe das terras inóspitas de neve e gelo para se prostrar diante do altar do grande deus Pytch? Você vai encontrar calor e conforto neste lugar sagrado.

  • Dizer que você precisa da nênção de Pytch para encontrar um totem mágico.

O deus do sul é bom e generoso, mas ele não dá a sua bênção para qualquer um. Para provar que você merece, precisa primeiro passar pelas 51 provas. Na primeira delas, você deve ficar em pé por doze horas sob um sol escaldante, sem deixar uma única palavra de reclamação escapar dos seus lábios, porque sentir a carícia do sol é uma dádiva com a qual Pytch nos abençoa o ano todo. Na segunda, você deve remover os caroços de dez kilopods de azeitonas sem usar as mãos. Na terceira...

  • Interromper e dizer que você foi enviado pela feiticeira Meriana.

Meriana, ex-guardiã do sul? Ah. Bem, isso muda tudo. Essa feiticeira tem feito muito pelo culto de Pytch. Os que estão a serviço dela merecem a orientação do deus da luz abundante do sul. Curve-se diante do altar dele e você receberá a bênção.

  • Curvar-se diante do altar do sul.
Você vai receber a Bênção de Pych.
  • Obtenha a bênção de Pytch
Diálogo

O lugar onde está enterrado o totem do sul aparece claramente na sua mente.

  • Desenterre o totem do sul [-1,34]
Equipe a Pá do clã Terra e clique no arbusto do lado esquerdo do mapa.
Você vai receber 1 Totem do Sul.
Diálogo
  • Mostrar o totem do sul.

Ainda está intacto, exatamente como eu pensei. Meus poderes ainda estão dentro dele... Só espero que isso também valha para os outros totens.

  • Perguntar que totem você deve obter em seguida.

Das quatro, a guardião do leste era a mais ambiciosa e, portanto, a que tinha mais chance de burlar as regras de moralidade quando se via em maus lençóis. Ela pagou pela falta de escrúpulos e excesso de crueldade na vida, mas ainda está conosco no Mundo dos Dize. É melhor você se apressar para desenterrar o totem dela; ela realmente não se dava muito bem com Furya, e pode tentar sabotar nosso trabalho.

  • Continuar ouvindo.

vá para a ilha de Frigost e viaje até o Berço da Alma para encontrar Badmorva. A uma que contém as cinzas dela está em algum lugar do longo da costa. Fale com o espectro da feiticeira para conseguir a marca dela. Ela certamente pedirá algo em troca; Badmorva não costuma fazer favores de graça.

  • Continuar ouvindo.

Quando estiver com a marca, procure o altar do leste. Talvez seja interessante sair de Amakna e cruzar o mar Mota na direção do sol nascente. Por falar nisso, você precisará da bênção de Viti para conseguir encontrar o totem do leste.

Recompensas[]

Sucessos relacionados[]

Advertisement