Wikia Dofus
Advertisement
Resumo da Missão
Iniciando Fale com Professor Maximilio em [-1,-1]
Nível necessário 80
Pré-requisitos Tesorfanato
Nível da missão 100
Recompensas XP baseada no nível, 23,960 Kamas, 15 Oricor, 3 Bigode Precioso
Itens necessários 1 Chave da Fábrica do Malefisko, 1 Kama
Sequência A Melhor Defesa é o Ataque
Repetitiva Não

Kofrolepsia é uma missão.


Pegando a missão[]

Fale com Professor Maximilio em [-1,-1] no Crisol dos Abastados.
Diálogo
  • Dizer que está preocupado com a letargia dos Kofreforts.

Você também reparou? Ultimamente eles têm sido vítimas de um estranho mal. Eles pegam no sono de repente, às vezes durante horas e é impossível acordá-los. Eu acabo de falar com o Enrico, mas, estranhamente, ele nunca presenciou este fenômeno. Ainda assim, ele acha que pode nos ajudar. Vá falar com ele para descobrir de que maneira ele pretende resolver o problema e faça o que for preciso.

  • Aceitar.

Etapa 1: Kofrolepsia[]

O professor Maximilio quer que você investigue o estranho mal que afeta seus Kofreforts.
Diálogo
  • Abordar o problema dos Kofreforts.

Se a minha memória de Enufort não falha, isso nunca aconteceu antes. Só vejo uma maneira para descobrir mais sobre o assunto: temos que consultar o Tesoráculo. Os estrangeiros não têm o direito de entrar me contato com ele diretamente, mas vou dar um jeito para que você possa falar com o Kamaldoso, o chefe da sua confraria. Vá ao Crisol dos Abastados, em frente à cabeça de dragão que leva à entrada do Forte Zoro. Basta lhe dizer que foi enviado por mim

Diálogo
  • Explicar que foi enviado pelo Enrico.

Eu já sei de tudo isso, quem você pensa que eu sou? Já perdi muito tempo com os seus comentários idiotas. Pague a oferenda divina com o kama simbólico e as respostas às suas perguntas sairão da minha boca.

  • Dar 1 kama.

O Tesoráculo falou e pela minha voz ele se exprime. O Malefisko é o responsável pela narcolepsia que afeta os Kofreforts detidos pelos Viajantes Dimensionais. Para falar com ele, você deve primeiro despertar sua consciência. Para realizar tal prodígio, você terá que massagear o ego dele e colocar a mão na carteira. Só então o Malefisko lhe responderá.

Diálogo
  • Explicar o problema dos Kofreforts.

Então quer dizer que, de acordo com o Tesoráculo, o Malefisko estaria por trás dessa estranha doença? Mas ele está confinado na fábrica... Não entendo como ele pode ter escapado.

  • Saber mais sobre o Malefisko.

O Malefisko não é um simples Kofrefort, é também o receptáculo, para não dizer a prisão, do espírito de uma poderosa feiticeira Enutrof. Nós fomos obrigados a agir desta maneira, pois ela usava seus poderes para o mal e não queríamos correr o risco de que, ao eliminá-la, ela se reencarnasse e conseguisse fugir. O Malefisko foi criado para este fim. Para encontrá-la, você vai precisar de uma chave.

  • Saber mais sobre o Enrico.

Aquele pateta foi obrigado a pedir demissão de seu posto de chefe da confraria dos Papabolistas após ser visto se aventurando em companhia da Gorgonzoya, uma jovem queijeira Enutrof, ex-cortesã do rei Allister.

Diálogo

*Não presta a menor atenção em você*

  • Iniciar uma conversa.

*Não reage*

  • Elogiar a beleza de seus traços.

*Vira-se lentamente para você*

  • Venerar a sua magnificência.

*Uma voz feminina cavernosa surge do fundo do Malefisko*
Bom dia, estrangeiro da língua solta. Há muito tempo eu não recebia a visita de alguém tão esteta quanto você.

  • Aproveitar que tem a atenção dele para fazer perguntas sobre a narcolepsia.

Dentro deste envelope de metal, os meus poderes foram significativamente enfraquecidos. Ah, se você tivesse me conhecido quando eu ainda era de carne e osso... Você teria ficado impressionado. Para não enferrujar, eu exercito meus poderes além dos muros desta fábrica sempre que posso.
Estou tão ligada a este Kofrefort que desenvolvi a capacidade de adormecer à distância qualquer Kofrefort, onde quer que ele esteja em Enutropia.

  • Perguntar por que ela escolheu os Kofreforts do professor Maximilio.

Eu já tinha adormecido os guardiões do Tesorfanato, mas isso me deixou exausta. Por isso, procurei cobaias mais vulneráveis, e eles me pareceram ideais.

  • Exigir que ela libere os Kofreforts de seu domínio.

Você não pode exigir nada de mim, você nem é um habitante de Enutropia.

  • Fale com: Kromoglob do professor Maximilio [-6,-2]
Diálogo

(seu nome), você está me ouvindo? Está tudo bem?

  • Explicar a situação.

grzz... rrrr... A ligação está muito ruim, não estou ouvindo bem. VOcê disse que vai dar tudo certo?

  • Refutar sua suposição e lhe pedir conselhos.

zbbbrrr... Você precisa convencer essa criatura... brrrz... rrrrr... não temos nada a ver com essa história. Nós fazemos rrrrxx... pesquisas sobre os Kofreforts. Você pode até contar uma mentirinha e dizer a ele que ggrrrxxx... zzxzrr... talvez uma maneira de libertá-la. xxxbrbxxx... rzzzrz...

  • Perguntar se ele está entrando em um túnel.
Diálogo
  • Pedir desculpas e dizer que você não passa de uma larva insignificante.

*Vira-se lentamente para você*

  • Correr o risco de enfiar a mão no interior do Malefisko para acariciar suas bolsas.

Você sabe usar muito bem os seus dedos, mas mesmo assim não lhe darei nenhum kama.

  • Insistir no problema da narcolepsia.

Eu já respondi. É mais fácil treinar com cobaias vulneráveis.

  • Louvar a sua grandeza e mentir, dizendo que tem uma solução para libertá-la.

Caso você tenha se esquecido, eu estava lá quando você se comunicou à distância com o seu professor.
Eu não sou idiota, mas gosto do seu espírito distorcido. Sendo assim, irei conceder o seu pedido para que você perceba a que ponto a enganação é superior a qualquer forma de honestidade.

Diálogo
  • Anunciar que as negociações com o Malefisko foram bem sucedidas.

Eu desconfiei quando encontrei a Bolsakura tentando brincar desesperadamente com as minhas próprias bolsas. Eu lhe agradeço, não pelo que fez por mim, mas pela ciência. Ao me ajudar, você fez avançar a nossa pesquisa, e o estudo dos Kofreforts é apenas o início.

Recompensas[]

Sucessos relacionados[]

Advertisement