Wikia Dofus
Advertisement
Resumo da Missão
Iniciando Fale com Natacha Manka em [-13,-59]
Nível necessário 100
Pré-requisitos Penas, pra Que Te Quero
Nível da missão 120
Recompensas XP baseada no nível (Max: 1,618,218), 16,780 Kamas, 1 Cueca de Trooloko
Itens necessários 1 Bolsa Suspeita, 20 Madeira de Cerejeira, 20 Pratas, 2 Pelo de Trooleolê, 1 Tortrool, 20 Menta Selvagem, 10 Cerejas, 3,000 Kamas
Sequência Nenhum
Repetitiva Não

Jogo de Trool é uma missão.


Pegando a missão[]

Fale com Natacha Manka em [-13,-59] no Bosque de Litneg ao final da missão Penas, pra Que Te Quero.
Diálogo

Todos sabem que os Trools não são as criaturas mais gentis da floresta. Talvez esteja na hora de esquecer essa história de agouro e ir colher cogumelos na floresta de Amakna.

  • Tentar tranquilizá-la.

Sou incapaz de me defender contra os Corvocs. Contra os Trools então, nem se fala! Imagine se um deles resolver dar em cima de mim ou, pior ainda, se vierem em grupo... Não obrigada, é perigoso demais.

  • Tentar incentivá-la.

Você tem razão, não devo desistir. Se por acaso um Trool vier se engraçar pro meu lado, eu posso contar com você para dar um jeito nele.

  • Informar-se sobre as razões de ir ao bosque de Litneg.

O resultado das minhas pesquisas sobre o agouro na biblioteca do Mestre Corvoc é claro: eu tenho que entrar em contato com Astroólogo, um poderoso xamã Trool. Juntos, nós poderemos decifrar os elementos mais obscuros do agouro.

  • Pôr-se a caminho.

Aonde está indo? Eu nem disse onde ele está.

  • Aguardar as instruções.

Para encontrá-lo, teremos que entrar em contato com os Troolistas. Os Trools não estão dispostos a revelar a localização deles, mas os lenhadores devem ser mais cooperativos. Vamos ver se ainda há alguns deles trabalhando na serraria.

  • Aceitar.

Etapa 1: Jogo de Trool[]

Natacha Manka precisa encontrar o Astroólogo para terminar de interpretar o agouro.
  • Interrogue os lenhadores da serraria [-13,-51]
Fale com Larvenia dentro do ateliê dos Lenhadores.
Diálogo

Bando de covardes! Eles estavam lá se achando os reis da cocada preta, com os peitorais cabeludos à mostra, mas logo botaram o rabo entre as pernas e deram o gora! Os homens são todos iguais. Falam, falam, mas agir que é bom, nada!

  • Fazer perguntas sobre os Troolistas.

Eles estão entre os Trools mais perigosos do bosque. Os aventureiros morrem de medo deles, e os soldados preferem evitá-los. Paradoxalmente, são muito tagarelas, e os poucos dozeanos que conseguiram se aproximar discretamente deles durante as festas que organizam nos contaram histórias terríveis.

  • Descobrir mais coisas sobre essas histórias.

Esmigalhar príncipes encantados, devorar princesas e domar dragões parecem ser atividades corriqueiras para os Troolistas. Segundo as histórias que contam, eles teriam atravessado oceanos, percorrido ruínas antigas, explorando labirintos obscuros, visitado masmorras e até colocado as mãos em uns Dofus!

  • Continuar ouvindo.

Os mais espertos entre eles teriam até resolvido o mistério do cinco estrelas, e olha que nem mesmo o Mago Ax foi capaz de fazê-lo! Histórias como essa é o que não falta.

  • Perguntar como entrar em contato com Troolistas.

Ah, meu bem, você não sabe o que diz! Eles realizam rituais bizarros, aparentemente inspirados naqueles praticados pelos Mineiros Sombrios. Durante a noite, eles invocam forças obscuras de nomes impronunciáveis e se dedicam a práticas profanas. Que os Doze nos protejam!

Diálogo

Pode parecer estúpido para uma Sadida, mas eu me sinto mais segura neste prédio do que lá fora, no meio do bosque. Os residentes de Litneg me dão medo.

  • Conversar sobre o que vai acontecer depois.

As poucas informações liberadas pela Larvenia me deram uma ideia. Você precisa encontrar uma bolsa suspeita com um Mineiro Sombrio e levá-la para o escultor Abely Bobel. Peça a ele que reproduza o conteúdo da bolsa em versão gigante. Eu entendo um pouco de escultura, então vou fazer uma lista dos materiais de que ele pode precisar.

  • Perguntar o que ela pretende fazer enquanto isso.

Enquanto isso, vou continuar conversando com a Larvenia para tentar arrancar mais alguma informação dela. É fundamental que encontremos os Troolistas!

Diálogo
  • Pedir uma cópia da bolsa suspeita e de seu conteúdo.

Você trouxe todos os recursos? Como é precavido! Vou precisar de ajuda para fundir o metal, o que vai lhe custar mais caro.

  • Perguntar o preço.

Visto que se trata essencialmente de mão de obra, vai custar 3.000 kamas.

  • Entregar os kamas.

Espere-me aqui, vou pedir uma mãozinha.

  • Esperar.

...

  • Esperar mais um pouco.

Pronto. Não vou nem perguntar que serventia isso vai ter para você, pois não quero atrair mau-olhado.

  • Pegar a bolsa gigante.
Você vai receber 1 Bolsa Suspeita Gigante.
Diálogo
  • Entregar a bolsa gigante e informar-se sobre o resultado de sua conversa.

Não foi fácil fazer com que ela abrisse a boca. Ainda assim, descobri que os diferentes grupos de Troolistas costumam se encontrar em um lugar chamado Bistrool para narrar seus feitos recentes e compartilhar suas aventuras.

  • Continuar ouvindo.

Com a bolsa gigante em mãos, espero conseguir me aproximar e conversar com eles sem ser devorada.

  • Avisá-la sobre a maluquice do projeto dela.

Você arriscou sua vida por mim espontaneamente e me deu coragem para enfrentar meus medos. Agora é minha vez de provar que estou à altura. Eu irei sozinha ao Bistrool, sua presença poderia irritá-los. Nos encontraremos no bosque, um pouco mais ao sul. Não se preocupe, Sadida está comigo.

  • Desejar-lhe boa sorte.
Você vai perder 1 Bolsa Suspeita Gigante.
Diálogo

Foi só um susto. Apesar da aparência repugnante, das roupas esquisitas e das conversas sem pé nem cabeça, os Troolistas são simpáticos. Até me convidaram para sentar à mesa deles, para "testar". Parece que querem se afastar da ideia de que as práticas deles são reservadas ao público masculino.

  • Perguntar se ela obteve uma audiência com o Astroólogo.

A princípio, os Troolistas estavam reticentes. Senti-me como se fosse uma Tofuna prestes a virar picadinho. Peguei minha bolsa enorme, o que me ajudou a soltar algumas línguas, e depois mostrei o guia do Mestre Corvoc. Foi aí que os olhos deles brilharam.

  • Mandá-la ir direito ao ponto.

Eles me explicaram como posso entrar em contato com o Astroólogo. Um espírito despreparado não pode vê-lo, pois ele se situa na fronteira entre o reino dos vivos e o dos espíritos. Eles me deram a receita de uma Tortrool Krósmica, que podemos preparar usando, entre outros ingredientes, ovos frescos. Vi alguns não muito longe daqui. Vou lhe mostrar o local aonde deve ir quando tiver terminado de prepará-la.

  • Ir buscar os ovos.
Clique nos Ovos frescos em [-15,-45] para fabricar Tortrool Krósmica. Requer 1 Tortrool, 20 Menta Selvagem e 10 Cerejas.
Diálogo

Quem olha não dá nada por esse lugar, mas eu sinto uma forte concentração de energia espiritual aqui.

  • Entregar a Tortrool Krósmica.

Vamos dividi-la, seu espírito é forte o suficiente para suportar os efeitos. Minha cabeça está girando... Ooh, é impressionante... Você acha que ele está escondendo um bastão debaixo da tanga?

Diálogo

O caos se aproxima, os sinais são vagos, o futuro é incerto.

  • Colocar a mão na frente da boca para se segurar e não vomitar a Tortrool.

O agouro deixou bem claro: o Troolback não é inexorável. A luta dos Trooligarkas para impedi-lo será em vão, a menos que se oponham diretamente ao Maelstrool. Ele foi designado responsável pelos espíritos!

  • Informar-se sobre o Troolback.

Trata-se de um cataclismo sem precedentes. Cania retornaria a um estado selvagem como há muito não acontecia, causando a perda do conhecimento acumulado, o atraso da evolução, o desaparecimento de certas espécies e o retrocesso de vários povos, incluindo o nosso.

  • Informar-se sobre Maelstrool.

Maelstrool defende um retorno às origens. Ele quer que os Trools se entreguem à bestialidade, que redescubram sua natureza primitiva e selvagem de brutos sanguinários. Os espíritos foram categóricos: você será o responsável por convencer o Maelstrool de que ele e o povo dele estão indo por um mau caminho.

Diálogo
  • Perguntar sua opinião sobre o agouro.

Não temos escolha: você precisa convencer o Maelstrool do mal que ele causará se continuar fazendo propaganda. Sei que você é capaz de realizar esta missão com sucesso. Vou acompanhar você até ele. Nós começamos esta aventura juntos e a terminaremos juntos.

  • Ir encontrar Maelstrool.
Diálogo

Buaaaaark! Vamos deixar que nossos punhos e presas falem por nós... Ei, Troolorrores! Eu disse: cês vai dá uma surra no pateta ali.
Que idiotas...

  • Tentar convencê-lo do engano que ele está cometendo.

Se deixarmos a raiva nos dominar, nos tornaremos os predadores mais temidos do Mundo dos Doze.

  • Explicar que, se deixarem a raiva dominá-los, eles nem terão mais consciência dela.

Hum... Você está errado! E quem erra se ferra!

  • Preparar-se para o combate.
  • Chamar reforços.
  • Derrote o Maelstrool e seus adeptos [-16,-56]
Iniciará uma batalha contra ele. Ele é um Trooligarka nível 112~120 com 4300~4800 de HP e estará acompanhado de:
  • 2 Troolorror
  • 1 Trooleolê
  • 1 Troolograma
Outros jogadores podem participar da batalha e atualizar a missão ao mesmo tempo.
Você vai receber 1 Ombreira de Maelstrool.
Diálogo

Não gosto deste bosque, mas a sua presença ao meu lado me tranquiliza.

  • Conversar sobre o agouro.

A surra que o Maelstrool levou fez com que a tempestade se afastasse. Os espíritos estão mais calmos agora. Agradeço, (seu nome). Não vou prender você aqui por mais tempo. Minha iniciação aos jogos de Trool vai começar em breve, e há certamente outras pessoas em algum lugar do mundo precisando da sua ajuda. Que Sadida esteja com você!

  • Desejar-lhe o mesmo e ir embora.

Recompensas[]

Sucessos relacionados[]

Advertisement