Wikia Dofus
Advertisement
Resumo da Missão
Iniciando Fale com Carlos Max em [-26,36]
Nível necessário 30
Pré-requisitos O Sono do Morto
Nível da missão 50
Recompensas XP baseada no nível, 1,740 Kamas, 5 Ponta de Flecha do Chafer de Elite, acesso à Catedral de Triste Alma
Itens necessários 3 Poção de Orazal (no mínimo). Recomendável levar 5 ou mais.
Sequência Nenhum
Repetitiva Não

Fazer-se de Morto é uma missão.


Pegando a missão[]

Fale com Carlos Max em [-26,36] na prisão magmática, dentro da Milícia de Brakmar.
Diálogo
  • Fazer outras perguntas sobre o que aconteceu no cemitério.

Você pode saber mais sobre os acontecimentos infiltrando-se em meio aos Chaferes. Se você aparecer do jeito que é na realidade, eles se recusarão a abrir a boca. Ou pior: sem dúvida vão querer acabar com a sua raça. Se tiver sorte, o militante Chafer sabe uma maneira de abordá-los sem risco.

  • Seguir o conselho.

Etapa 1: Fazer-se de morto[]

Carlos Max propôs que você se infiltrasse em um grupo de ativistas Chaferes para saber mais sobre o que está acontecendo no Cemitério dos Torturados.
Diálogo
  • Perguntar como abordar os Chaferes sem correr o risco de ser trucidado.

Aceito ajudar desta vez, pois você me liberou, mas depois estaremos quites. O mais fácil seria se fazer passar por um deles. Em uma antiga edição brakmariana da enciclopédia de alquimia para iniciantes, havia uma poção que dava temporariamente aos vivos o aspecto de um morto. Você tem sorte por eu me lembrar da receita.

  • Anotar a receita.

É preciso tomá-la de um só trago. Depois você poderá ir falar com Clictus. Ele pertence a um grupo de ativistas que estão preparando o retorno de Orazal. Eu já lhe disse o suficiente, agora você deve se virar.

  • Ir embora.
Você vai receber 1 Fórmula da Poção de Orazal.
Ele fica em [-17,37]. É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo

Olá! Adorei sua cueca marrom na frente e atrás.

  • Devolver-lhe o elogio.

Que tal nos ajudar a limpar o cemitério? Fomos avisados sobre a presença de sem-ossos que ainda assombram as redondezas. Parece que nem todos os carnudos foram embora de Dezist.

  • Perguntar o que deve fazer.

De acordo com os relatos, um sem-osso está assombrando aquele canto do cemitério. Vá patrulhar as redondezas. Se o encontrar, faça-o entender que os sem-ossos não têm nada a fazer aqui. Os gemidos e lamentos deles o dia inteiro dão dor de cabeça.

  • Iniciar sua patrulha.
  • Procure pistas que indiquem a presença de fantasmas no cemitério
Esta etapa da missão pode variar de jogador para jogador. Para atualizá-la, clique no tofu negro em [-14, 41] ou na caveira em [-16,41].
  • Derrote 1 Fantasma Amargo
Ele é um Fantasma Reco nível 50.
É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo
  • Relatar a demissão do fantasma e fazer perguntas sobre o cemitério.

Bem feito para ele! Que vá encher a paciência do povo dele com todas aquelas lamúrias. Não estou a fim de conversar agora, então vá fazer suas perguntas ao Clikô.

É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo

Você sabia que os Chaferes invisíveis eram os mais malvados dentre nós? Pode imaginar como eles usam a capacidade especial deles durante as horas vagas. Ninguém sabe se foram eles que roubaram a ideia dos Srams ou se foram os discípulos do Grande Dissimulado que os imitaram.

  • Fazer perguntas sobre o cemitério.

Nós nos mobilizamos para contratar arquitetos, carpinteiros, pedreiros e outros operários da construção civil para dar uma reformada no nosso cemitério. O objetivo é torná-lo mais acolhedor para desenvolver o turismo e atrair pessoas de fora de Brakmar, através de uma arquitetura e um aspecto menos sórdidos e mais limpos.

  • Continuar ouvindo.

Nem lhe conto quantos litros de água e toneladas de produtos de limpeza são usados para purificar cada parcela do terreno, cada tijolo, cada pedra de construção... Atualmente, temos um cemitério novinho e limpinho.

  • Continuar ouvindo.

Enviamos alguns representantes para convencer as autoridades brakmarianas a redigirem decretos visando normalizar os horários e os tipos de execução. É preciso parar de fazer isso de qualquer jeito e a qualquer hora! graças a esses decretos, será mais fácil organizar as visitas destinadas às crianças e pessoas sensíveis.

  • Fingir que tudo isso é interessante e pensar em um jeito de se mandar educadamente.

Também militamos para mudar o nome do cemitério. O termo "Torturados" é muito forte, assustador demais. Estamos pensando em algo mais suave a colhedor, Ualdis Nêi sugeriu Cemitério da Fantasilândia. O que você acha?

  • Sugerir Cemitério Insipidaço.

É um nome que resume muito bem a mudança de estilo. Vou anotar para não esquecer, ainda mais que hoje em dia os termos que terminam com "aço" estão em alta. Você me parece transbordar de energia para um morto. Que tal extravasar esse excesso em um carnudo?

  • Aceitar para não ter mais que aguentar a diarreia verbal dele.

Clikorn está ocupado demais com um sugador de sangue que se recusa a emigrar para Dezist. Tendo em vista a força do bicho, podemos dizer que ele é osso duro de roer. Portanto, vá lá dar uma mãozinha ao meu amigo.

  • Ir embora sem que ele precise dizer duas vezes.
É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo

Os brakmarianos me ensinaram a caçar vampiros, então voltei aqui para contribuir com os meus talentos.

  • Falar do problema mencionado por Clikô.

Não vemos mais muitos carnudos desde o aparecimento de Dezist nas terras profanadas. A maioria deles foi fazer uma espécie de entrevista. Encontrei um que não atendeu ao chamado. Se eu não estivesse acostumado com o clima vulcânico de Sidimote, ele teria me reduzido a cinzas.

  • Continuar ouvindo.

Fiquei enfraquecido. Infelizmente meus ossos estão fragilizados demais para continuar o combate. Você acha que está à altura para tomar o meu lugar? Vou logo avisando: essas criaturas não têm nada a ver com os vampiros afeminados do crepúsculo, que parecem globos de espelhos.

  • Fazer que sim com a cabeça.
  • Derrote 1x Vampiro Maníaco [-11,36]
  • Fale com: Clikorn [-12,36]
É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo
  • Anunciar a partida precipitada do vampiro.

Em breve, somente os Chaferes e os turistas passearão pelo cemitério. Eu nunca tinha visto você antes, mas estou feliz com o nosso encontro. Para se familiarizar ainda mais com o cemitério, vá se apresentar ao Clicônico. Até a próxima, a gente se vê na festa da cueca!

  • Ir embora.
É necessário usar uma Poção de Orazal para falar com ele.
Diálogo

O reino do terror já durou muito tempo. Quando Orazal retornar, tudo estará pronto para recebê-lo.

  • Falar do cemitério.

Não se engane com relação às nossas intenções: o novo aspecto do cemitério, tirado diretamente de um parque de diversões, é apenas um engodo. É uma armadilha destinada a atrair almas inocentes para capturá-las e em seguida torturá-las longe de olhares alheios, na maior discrição.

  • Louvar a engenhosidade do plano e discutir o retorno de Orazal.

O arcebispo Orazal é um dos Chaferes mais poderosos que já pisaram no solo do Mundo dos Doze. O retorno definitivo dele à pátria anunciará a plena realização espiritual dos Chaferes. Ainda nos resta muito a fazer para restaurar a catedral dele. É por isso que ela está fechada ao público. Quer ir dar uma voltinha lá?

  • Aceitar a proposta.

Eu desbloqueei o acesso para você. Assim, pode ir visitar a catedral de Triste Alma quando quiser para constatar o andamento da obra. Se tiver sorte, Orazal organizará a maior festa da cueca já vista no mundo dos Doze para festejar seu retorno.

Você vai perder 1 Fórmula da Poção de Orazal.

Recompensas[]

Sucessos relacionados[]

Advertisement